Cardiologia e Cirurgia Cardiovascular

Publicações

Notícias e artigos sobre saúde, bem-estar, tratamentos cardiovasculares e medicina preventiva

Varizes. Entenda como elas surgem e quais são os tratamentos.

Varizes. Entenda como elas surgem e quais são os tratamentos.

As mulheres são mais suscetíveis.

Muito além da questão estética, as varizes são veias superficiais, dilatadas e tortuosas que podem apresentar várias manifestações clínicas, que vão de vasinhos vermelhos ou azulados, considerados problemas estéticos, até veias mais dilatadas e tortuosas, que podem produzir inchaços nas pernas, manchas e, em casos mais graves e avançados, pode ocorrer a perda de elasticidade da pele e do subcutâneo do tornozelo, a Dermatofibrose.

 

As varizes são causadas pela degeneração gradual e progressiva das válvulas venosas e pelo enfraquecimento das paredes das veias afetadas. Isso leva à estagnação do sangue e à dilatação irreversível do vaso. O caso mais grave da evolução da insuficiência é a Úlcera Venosa, que atinge de um a um e meio por cento da população.

 

No verão, os sintomas são acentuados e as mulheres são as mais afetadas pelo problema. Queimação, perna cansada, dores nas pernas, pigmentação dos tornozelos, edema de pés e tornozelos, inflamações agudas (Flebites), infecção (Erisipela), formação de úlceras e sangramento, e tromboses com suas várias complicações, como por exemplo, a embolia pulmonar são os principais sintomas de varizes. A veia varicosa dilatada pode apresentar prurido sobre ela. Podem formar ainda caroços varicosos grandes, com afilamento da pele e risco de rompimento e sangramento.

 

Muitos fatores podem causar o aparecimento de varizes, como a hereditariedade, gestação, sedentarismo, obesidade, trabalhar muito tempo em pé e uso de anticoncepcionais. É justamente por questões hormonais, que as mulheres são mais suscetíveis a ter o problema.

 

A doença não tem cura. O tratamento pode ser clínico, com medicamento via oral e uso de meias elásticas ou cremes para aliviar os sintomas. No entanto, isso não faz desaparecer as varizes e não impede o aparecimento de novas veias.

 

Injeções de medicamentos e lasers transdérmicos e aparelhos de radiofrequência, também auxiliam na melhoria do problema. No caso das veias mais calibrosas, o tratamento pode ser feito com injeção de espuma e cirurgia. Os procedimentos para tratar a doença seguem em constante atualização, e hoje em dia o que há de mais moderno é a Termoablação da Safena.

 

Para tratar as varizes, o acompanhamento médico é imprescindível. O diagnóstico é feito por meio de anamnese e exames físicos. Alguns aparelhos — como Fleboscópio, realidade aumentada e Ecodoppler Venoso — também podem ajudar no diagnóstico de varizes não aparentes aos olhos nus e na escolha do tratamento mais adequado para cada paciente.

 

 

Fonte: Jornal da USP. "Além de afetar a estética, varizes podem levar a problemas mais sérios de saúde". Por Simone Lemos. Conteúdo Editado. Autorizado sob licença CC BY-ND 3.0 BR.

"O conteúdo disponível neste website tem caráter estritamente educativo e informativo. Seus artigos, matérias e notícias visam fornecer informações que possam auxiliar no esclarecimento de dúvidas em relação às medidas preventivas para saúde, exames diagnósticos, tratamentos e a problemas diversos relacionados com a saúde. Não é finalidade deste website, representando o médico Dr. Rodrigo Pereira Paez, a análise, comentário ou emissão de qualquer tipo de diagnóstico. Os conteúdos aqui apresentados não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, psicólogos e nutricionistas ou outros especialistas. Consulte sempre o seu médico. As imagens fotográficas das publicações, artigos, matérias ou notícias são meramente ilustrativas."

Rodrigo Paez

Rodrigo Paez

Formado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) - Escola Paulista de Medicina e especialista em Cirurgia Cardíaca, Cardiovascular, Endovascular e Marcapassos. Adepto da cirurgia cardíaca minimamente invasiva é pesquisador do estudo multicêntrico Bypass, que reune os melhores centros de cirurgia cardíaca do Brasil.

  • Compartilhe este post