Cardiologia e Cirurgia Cardiovascular

Publicações

Notícias e artigos sobre saúde, bem-estar, tratamentos cardiovasculares e medicina preventiva
Estenose Aórtica é o estreitamento da abertura da válvula aórtica.
Estenose Aórtica é o estreitamento da abertura da válvula aórtica.

Devido a este estreitamento, pode ocorrer o enfraquecimento do coração, causando dor no peito, fadiga e falta de ar.

A válvula aórtica, ou valva aórtica, é uma das quatro válvulas do coração humano, que fica entre o ventrículo esquerdo e a aorta. Ela é composta de um anel de sustentação, no qual normalmente são fixadas três cúspides ou folhetos (1 a 2% da população tem uma válvula aórtica congenitamente com dois ou quatro folhetos) que se ajustam perfeitamente quando a válvula se fecha e se afastam totalmente quando ela se abre. Nesses movimentos, ela permite que o sangue flua à frente quando ela se abre, na sístole cardíaca, e não reflua quando ela se fecha, na diástole cardíaca.

 

O que é estenose aórtica?

 

A estenose aórtica é uma condição em que a válvula aórtica se torna estreitada. Esse estreitamento impede que ela se abra completamente, o que reduz ou bloqueia o fluxo de sangue do coração para a aorta e daí para o restante do corpo. Quando o fluxo sanguíneo através da válvula aórtica é parcialmente bloqueado, o coração precisa trabalhar mais para bombear o sangue necessário para o corpo. Eventualmente, este trabalho extra limita a quantidade de sangue bombeado e isso pode causar sintomas e espessar o músculo cardíaco.

 

Quais são as causas da estenose aórtica?

 

A estenose da válvula aórtica pode ocorrer devido a várias causas, incluindo:

 

    • Defeito cardíaco congênito: o principal defeito cardíaco congênito ocorre quando algumas crianças nascem com uma válvula aórtica que tem apenas uma, duas ou quatro cúspides, ao invés de três;

 

    • Acúmulo de cálcio na válvula: o acúmulo de cálcio na válvula pode acontecer porque o cálcio é encontrado no sangue circulante e com a idade as válvulas cardíacas podem acumular um depósito desse mineral, realizando a calcificação desta estrutura cardíaca. Como o sangue flui repetidamente sobre a válvula aórtica, depósitos de cálcio podem se acumular nas cúspides da válvula;

 

    • Febre reumática: é uma complicação da infecção de garganta por estreptococos, pode resultar na formação de tecido cicatricial que estreita a válvula.

 

Qual é o mecanismo fisiológico da estenose aórtica?

 

Quando a válvula aórtica é estreitada, o ventrículo esquerdo tem que trabalhar mais para bombear uma quantidade suficiente de sangue para a aorta e para o resto do corpo. Isso pode fazer com que a parede do ventrículo esquerdo se espesse e aumente de volume. Eventualmente, o trabalho extra que o coração tem de fazer pode enfraquecer o ventrículo esquerdo e o coração e isso pode levar à insuficiência cardíaca e a outros problemas.

 

Quais são as principais características clínicas da estenose aórtica?

 

A estenose da válvula aórtica varia de leve a grave. Algumas pessoas com estenose leve podem não apresentar sintomas por muitos anos. Os sinais e sintomas da estenose geralmente se desenvolvem ostensivamente quando o estreitamento é grave e podem incluir: sopro cardíaco, audível por meio de um estetoscópio; dor (angina) ou aperto no peito; sensação de fraqueza, tontura ou desmaio; falta de ar; fadiga e palpitações cardíacas.

 

Todos esses sintomas aumentam com a atividade. Além disso, principalmente em crianças, é comum que as pessoas não comam o suficiente, nem ganhem o peso normal para a idade.

 

Como o médico diagnostica a estenose aórtica?

 

Como primeiro passo para diagnosticar a estenose da válvula aórtica, o médico pode rever os sinais e sintomas, discutir o histórico de saúde do paciente e realizar um exame físico completo. Ouvindo o coração com um estetoscópio, um médico treinado em cardiopatias pode determinar se há sopro cardíaco que indique a condição anômala da válvula aórtica.

 

Além disso, ele pode solicitar exames para diagnosticar a condição e determinar a causa e a gravidade dela. Os testes podem incluir um ecocardiograma, um eletrocardiograma, radiografia de tórax, teste de esforço, tomografia computadorizada, ressonância magnética cardíaca e cateterismo cardíaco. Estes exames também podem ser usados para medir o tamanho da aorta e examinar a válvula aórtica mais de perto.

 

Como o médico trata a estenose aórtica?

 

O tratamento da estenose da válvula aórtica depende da gravidade da condição. Se os sintomas forem leves ou se o paciente não apresentar sintomas, o médico poderá monitorar sua condição com consultas regulares de acompanhamento.

 

Eventualmente, o paciente pode precisar de cirurgia para reparar ou substituir a válvula aórtica doente. Esta cirurgia é realizada através de uma incisão no peito, mas abordagens menos invasivas podem estar disponíveis, conforme o caso.

 

Como evolui a estenose aórtica?

 

A estenose da válvula aórtica pode ser tratada mesmo em lactentes e crianças. No entanto, a estenose tende a se estreitar novamente em adultos. Mesmo em adultos essa recidiva pode acontecer e por isso a cirurgia só é realizada em pacientes que estão muito doentes ou que estão aguardando uma substituição da válvula.

 

Como prevenir a estenose aórtica?

 

Algumas maneiras possíveis de prevenir a estenose da valva aórtica e as suas repercussões incluem tomar medidas para evitar a febre reumática, controlar a pressão arterial, a obesidade e os altos níveis de colesterol e cuidar dos dentes e das gengivas, porque pode haver uma ligação entre gengivite e endocardite.

 

Uma vez constatada a estenose da válvula aórtica, o médico pode recomendar que o paciente limite atividades que sobrecarreguem o coração.

 

Quais são as complicações possíveis da estenose aórtica?

 

Os efeitos de enfraquecimento cardíaco da estenose da válvula aórtica podem levar à insuficiência cardíaca. Os sinais e sintomas de insuficiência cardíaca incluem fadiga, falta de ar e tornozelos e pés inchados. Outras complicações incluem acidentes vasculares cerebrais, formação de coágulos sanguíneos, arritmias, infecções que afetam o coração e, em casos graves, morte.

 

 

Fonte: AbcMed, 2018. "Estenose aórtica".

"O conteúdo disponível neste website tem caráter estritamente educativo e informativo. Seus artigos, matérias e notícias visam fornecer informações que possam auxiliar no esclarecimento de dúvidas em relação às medidas preventivas para saúde, exames diagnósticos, tratamentos e a problemas diversos relacionados com a saúde. Não é finalidade deste website, representando o médico Dr. Rodrigo Pereira Paez, a análise, comentário ou emissão de qualquer tipo de diagnóstico. Os conteúdos aqui apresentados não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, psicólogos e nutricionistas ou outros especialistas. Consulte sempre o seu médico. As imagens fotográficas das publicações, artigos, matérias ou notícias são meramente ilustrativas."

Rodrigo Paez
Rodrigo Paez

Formado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) - Escola Paulista de Medicina e especialista em Cirurgia Cardíaca, Cardiovascular, Endovascular e Marcapassos. Adepto da cirurgia cardíaca minimamente invasiva é pesquisador do estudo multicêntrico Bypass, que reune os melhores centros de cirurgia cardíaca do Brasil.

  • Compartilhe este post