Cardiologia e Cirurgia Cardiovascular

Publicações

Notícias e artigos sobre saúde, bem-estar, tratamentos cardiovasculares e medicina preventiva
Qual a importância do exame de Coagulograma no pré-operatório?
Qual a importância do exame de Coagulograma no pré-operatório?

Conhecido também como prova de coagulação, tem a capacidade de diagnosticar grande quantidade de complicações hemorrágicas.

O coagulograma, também chamado de prova de coagulação, é um conjunto de exames usado para avaliar se a coagulação do paciente está ou não dentro dos parâmetros normais e se o tempo de coagulação é ou não ideal. Ele é capaz de diagnosticar uma vasta série de complicações hemorrágicas.

 

Os exames compreendidos nesse teste são tempo de sangramento, tempo de coagulação, tempo de protrombina ativada, tempo de tromboplastina parcial e número de plaquetas. Os valores normais de um coagulograma são:

 

    • tempo de sangramento: 1 a 4 minutos;
    • tempo de coagulação: 4 a 10 minutos;
    • tempo de protrombina ativada: 10 a 14 segundos;
    • tempo de tromboplastina parcial: 24 a 40 segundos;
    • plaquetas: de 150 a 400 mil por milímetro cúbico de sangue (mil/mmc).

 

Por que fazer um coagulograma?

 

O coagulograma é fundamental no pré-operatório de qualquer cirurgia de médio ou grande porte ou antecedendo qualquer procedimento médico que implique em sangramento. Se o coagulograma indicar qualquer alteração, o procedimento deve ser suspenso.

 

Na clínica médica diária, é pedido para investigar sangramentos espontâneos ou fazer diagnóstico diferencial de sangramentos uterinos disfuncionais nas mulheres. Pode também ser utilizado em muitas patologias hematológicas que cursam com distúrbios da coagulação ou em casos em que o paciente tem história prévia de sangramentos. O coagulograma também é solicitado quando um paciente é picado por algum animal ou inseto que possui toxina que altera a coagulação sanguínea.

 

Nos dias atuais, a dengue é uma enfermidade importante e muitas vezes é necessário um coagulograma para definir condutas no paciente com dengue. O exame permite, também, a monitoração do estado de pacientes que utilizam medicamentos antiagregantes plaquetários ou anticoagulantes, como forma de prevenir certas doenças cardíacas daí decorrentes.

 

Como é realizado o coagulograma?

 

Antes do início do coagulograma é indicado a realização de um jejum de 2 a 4 horas. A pessoa deve ser levada a uma sala especial onde será feita a coleta do sangue e também alguns testes. Para a correta avaliação dos testes, é de extrema importância que o paciente informe todos os tipos de medicamentos que esteja utilizando, especialmente antibióticos e anticoagulantes.

 

O exame do tempo de sangramento consiste em o especialista observar quanto tempo vai levar para parar de sangrar uma pequena picada no antebraço do paciente, feita em um lugar sem vasos. Geralmente esse tempo varia entre 1 e 3 minutos. Já o teste de coagulação é realizado através da coleta de cerca de 2 ml de sangue. Coloca-se o material em dois tubos sem anticoagulante e observa-se o tempo que o sangue levará para coagular. Normalmente é algo que leva de 5 a 12 minutos.

 

O exame é rápido e o resultado é entregue, na grande maioria dos casos, em um dia. Após os testes não são observados desconfortos importantes para o paciente, mas deve-se evitar tomar sol no local puncionado e não fazer esforços com o braço usado para o exame durante 24 horas.

 

 

Fonte: AbcMed, 2017. "Coagulograma - como é o exame?". https://bit.ly/2tbWnvG

"O conteúdo disponível neste website tem caráter estritamente educativo e informativo. Seus artigos, matérias e notícias visam fornecer informações que possam auxiliar no esclarecimento de dúvidas em relação às medidas preventivas para saúde, exames diagnósticos, tratamentos e a problemas diversos relacionados com a saúde. Não é finalidade deste website, representando o médico Dr. Rodrigo Pereira Paez, a análise, comentário ou emissão de qualquer tipo de diagnóstico. Os conteúdos aqui apresentados não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, psicólogos e nutricionistas ou outros especialistas. Consulte sempre o seu médico. As imagens fotográficas das publicações, artigos, matérias ou notícias são meramente ilustrativas."

Rodrigo Paez
Rodrigo Paez

Formado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) - Escola Paulista de Medicina e especialista em Cirurgia Cardíaca, Cardiovascular, Endovascular e Marcapassos. Adepto da cirurgia cardíaca minimamente invasiva é pesquisador do estudo multicêntrico Bypass, que reune os melhores centros de cirurgia cardíaca do Brasil.

  • Compartilhe este post