Cirurgia da Fibrilação Atrial (FA)

Cardiovascular
Procedimento: Cirurgia da Fibrilação Atrial (FA)

Cirurgia da Fibrilação Atrial (FA)

A fibrilação Atrial (FA) é arritmia muito frequente, acometendo principalmente idoso. Pode ser causada por problemas da válvula mitral ou isoladamente. Pode aparecer em surtos rápidos, a chamada FA parixística, de forma persistente ou atém mesmo crônica / permanente.

 

A mortalidade da FA é indireta. Não ocorre diretamente pela, mas AVCs decorrentes dos coágulos que se forma no coração e migram para o cérebro; e também por causa da insuficiência cardíaca (ICC).

 

Arritmia incapacitante e frequente, a Fibrilação atrial (FA) é causa importante de acidentes vasculares cerebrais (AVC) e de insuficiência cardíaca (ICC). Com tratamento a base de anti-arrítmicos e anticoagulantes, os pacientes sofrem muitos os efeitos colaterais dessas medicações: sangramentos, hipotireoidismo, cansaço.

 

O tratamento medicamentoso tem inicialmente uma fase medicamentosa focada em reverter a arritmia. Essas medicações têm maior efeito quanto mais recente for a FA. Outro indicador importante é o tamanho do átrio esquerdo: quanto mais dilatado, menor a chance de reversão. Por fim, o tratamento medicamentoso foca em evitar que se formem coágulos através de anticoagulante, e a controlar o ritmo cardíaco com medicamentos.

 

A Fibrilação Atrial tem cirurgia bem definida (cox-maze) e cada vez mais segura pelo uso de novas tecnologias. Tratam-se de linhas desenhadas no átrio esquerdo, seja por ablação percutânea em alemãs de eletrofisiologia, ou seja, através de ablação cirúrgica.

 

Quando submetido a ablação cirúrgica da arritmia, o paciente em a oportunidade de retirar do seu coração a região chamada aurícula esquerda, sede de formação de coágulos e origem dos êmbolos que causam AVCs.

Consultas

Agende sua consulta. Entrarei em contato com você para confirmação.

Envie sua mensagem