Cardiologia e Cirurgia Cardiovascular

Publicações

Notícias e artigos sobre saúde, bem-estar, tratamentos cardiovasculares e medicina preventiva
Você sabe como é e qual a finalidade da Cintilografia do Miocárdio?

Você sabe como é e qual a finalidade da Cintilografia do Miocárdio?

Método não invasivo realizado através de diagnóstico de imagens, tanto em repouso como sob estresse.

Para se preparar para a cintilografia do miocárdio, também chamada de cintilografia de perfusão do miocárdio ou com cintilografia do miocárdio com mibi, é aconselhado evitar alguns alimentos como café e banana e suspender, conforme orientação do seu médico, medicamentos betabloqueadores, 1 ou 2 dias antes do procedimento. Em pacientes que não podem suspender essas medicações, existe um método de associação de uma medicação com a esteira.

 

A cintilografia do miocárdio serve para avaliar o fluxo de sangue nas artérias do coração, sendo utilizado para avaliar a presença de infarto em pacientes com dor no peito, com risco elevado de ter problemas cardíacos ou em casos de insuficiência cardíaca, transplante cardíaco e doenças das válvulas do coração.

 

Como é feito o exame

 

No início, a pessoa recebe uma injeção com uma substância radioativa, necessária para formar imagens no aparelho, que avalia como o sangue está chegando no coração. Em seguida, deve-se beber cerca de 3 copos de água, se alimentar e fazer uma caminhada leve, para ajudar a substância a se acumular na região do coração, melhorando as imagens obtidas no exame.

 

O exame consiste em duas etapas:

 

Fase de repouso: a pessoa realiza as imagens numa máquina, sentada ou deitada;

Fase de estresse: as imagens são realizadas após o estresse do coração que pode ser realizado com a pessoa durante o exercício, na maioria das vezes, na esteira, ou com o uso de uma medicação que simula que o coração está fazendo exercício.

 

Nesta última fase, também existe a modalidade combinada, onde há uma combinação de medicação e esforço físico. A decisão de como será realizada essa fase estresse deverá ser do médico que realiza o exame, após uma avaliação prévia do paciente.

 

O início da avaliação do coração é feito 30 a 90 minutos após a injeção com o a substância radioativa, sendo feitas imagens através de um aparelho que gira ao redor do abdômen do paciente por cerca de 5 minutos.

 

Muitas vezes, o exame é feito tanto em repouso como em estresse e, por isso, podem ser necessários dois dias para fazer o exame. Mas caso sejam feitos no mesmo dia, normalmente, inicia-se o exame pela fase do repouso.

 

Como se preparar

 

O preparo para o exame envolve cuidados com a medicação e a alimentação:

 

1. Que medicamentos evitar

 

Deve-se conversar com o médico para receber orientação, pois deve-se evitar o uso, durante 48h, de medicamentos para pressão alta, que acabam diminuindo a frequência cardíaca, e para asma e bronquite.

 

Além disso, medicamentos para melhorar a circulação à base de nitratos, devem ser suspensos nas 12h anteriores ao exame, se o médico considerar que haverá mais benefício do que risco na suspensão.

 

2. Como deve ser a alimentação

 

Nas 24h anteriores ao exame, deve-se evitar a ingestão de:

 

Café;

Café descafeinado;

Chás;

Chocolate ou alimentos com chocolate;

Banana;

Refrigerantes.

 

Além disso, também se deve evitar quaisquer outros alimentos ou medicamentos que contenham cafeína, bebidas alcoólicas e bebidas gaseificadas.

 

Embora alguns médicos possam indicar jejum antes do exame, a maioria aconselha uma refeição leve 2 horas antes da cintilografia.

 

Possíveis riscos e contraindicações

 

Os riscos da cintilografia do miocárdio são mais esperados na cintilografia do miocárdio com estresse farmacológico por causa dos efeitos colaterais do medicamento, que podem ser:

 

Sensação de calor na cabeça;

Dor no peito;

Enxaqueca;

Tonturas;

Diminuição da pressão arterial;

Falta de ar;

Enjôos.

 

No entanto, normalmente a cintilografia do miocárdio não provoca sequelas na saúde e não é necessário ficar internado no hospital.

 

Além disso, é importante lembrar que a cintilografia do miocárdio é contraindicada em mulheres grávidas ou que estejam amamentando.

 

 

Fonte: Tua Saúde, 2019. "Cintilografia do miocárdio: preparo e possíveis riscos". Por Ana Luiza Lima. Conteúdo Editado. Autorizado sob licença CC BY-ND 3.0 BR.

"O conteúdo disponível neste website tem caráter estritamente educativo e informativo. Seus artigos, matérias e notícias visam fornecer informações que possam auxiliar no esclarecimento de dúvidas em relação às medidas preventivas para saúde, exames diagnósticos, tratamentos e a problemas diversos relacionados com a saúde. Não é finalidade deste website, representando o médico Dr. Rodrigo Pereira Paez, a análise, comentário ou emissão de qualquer tipo de diagnóstico. Os conteúdos aqui apresentados não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, psicólogos e nutricionistas ou outros especialistas. Consulte sempre o seu médico. As imagens fotográficas das publicações, artigos, matérias ou notícias são meramente ilustrativas."

Rodrigo Paez
Rodrigo Paez

Formado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) - Escola Paulista de Medicina e especialista em Cirurgia Cardíaca, Cardiovascular, Endovascular e Marcapassos. Adepto da cirurgia cardíaca minimamente invasiva é pesquisador do estudo multicêntrico Bypass, que reune os melhores centros de cirurgia cardíaca do Brasil.

  • Compartilhe este post