Cardiologia e Cirurgia Cardiovascular

Publicações

Notícias e artigos sobre saúde, bem-estar, tratamentos cardiovasculares e medicina preventiva
Saiba como usar corretamente máscaras de proteção.

Saiba como usar corretamente máscaras de proteção.

Doenças infecciosas, como o Coronavírus, podem ser transmitidas por gotículas respiratórias.

A COVID-19 é uma doença infecciosa causada por um novo coronavírus (SARS-CoV-2) que pode ser transmitida por gotículas respiratórias. Atualmente o mundo vive uma pandemia dessa doença. Veja a seguir orientações sobre o uso de máscaras para limitar a propagação da COVID-19.

 

Por que devo considerar usar uma máscara facial?

 

Estudos recentes sugerem que a COVID-19 pode ser transmitida por pessoas infectadas mesmo na ausência de sintomas da doença. Embora o distanciamento social e a boa higiene das mãos sejam os métodos mais importantes para impedir a transmissão do vírus, novas diretrizes afirmam que indivíduos saudáveis ​​podem considerar o uso de máscaras em ambientes públicos, principalmente quando o distanciamento físico é difícil (como em supermercados ou farmácias).

 

Os principais benefícios do uso de uma máscara incluem limitar a propagação do vírus de alguém que sabe ou não sabe que está infectado. As máscaras também lembram aos outros que continuem praticando o distanciamento físico.

 

No entanto, máscaras não médicas podem não ser eficazes na prevenção de infecções por quem as usa. As máscaras não devem ser usadas por crianças menores de 2 anos ou por indivíduos que não conseguem remover a máscara sozinhos ou inconscientes.

 

Que tipo de máscara facial posso usar?

 

A menos que você esteja doente, seja um profissional de saúde ou alguém que tenha COVID-19, máscaras médicas (incluindo máscaras cirúrgicas e N95) não são recomendadas. Devido à escassez, as máscaras médicas devem ser priorizadas para os profissionais de saúde que prestam atendimento aos pacientes.

 

Revestimentos para o rosto de pano podem ser feitos com itens domésticos, como 2 camadas de tecido de algodão, camisetas, bandanas ou lençóis. As máscaras devem ser presas com elásticos ou laços. Qualquer que seja o material da máscara, ela deve se encaixar bem e cobrir o nariz e a boca. A máscara não deve restringir a capacidade do usuário de respirar.

 

Como uso uma máscara facial?

 

Antes de colocar uma máscara facial, lave as mãos com água e sabão por pelo menos 20 segundos ou use um desinfetante para as mãos à base de álcool (com pelo menos 60% de álcool). Sem tocar na frente da máscara, prenda os laços ou elásticos atrás das orelhas ou da cabeça. Enquanto estiver usando a máscara, não toque na máscara ou em seu rosto.

 

Antes de remover a máscara, lave bem as mãos com água e sabão por pelo menos 20 segundos ou passe álcool em gel nas mãos até a altura dos punhos. Ao remover a máscara, retire os laços ou o elástico primeiro. Não toque na frente da máscara ou no seu rosto ao remover a máscara. Após remover a máscara, lave novamente as mãos com água e sabão por pelo menos 20 segundos (ou use um desinfetante para as mãos).

 

As máscaras faciais devem ser lavadas rotineiramente com água e sabão ou detergente para roupas para evitar contaminação. Usar uma máscara em público sempre deve ser acompanhado de manter-se a pelo menos 2 metros de distância dos outros e praticando uma boa higiene das mãos.

 

 

Fonte: AbcMed. "O uso de máscaras durante a pandemia de COVID-19". Autorizado sob licença CC BY-ND 3.0 BR.

"O conteúdo disponível neste website tem caráter estritamente educativo e informativo. Seus artigos, matérias e notícias visam fornecer informações que possam auxiliar no esclarecimento de dúvidas em relação às medidas preventivas para saúde, exames diagnósticos, tratamentos e a problemas diversos relacionados com a saúde. Não é finalidade deste website, representando o médico Dr. Rodrigo Pereira Paez, a análise, comentário ou emissão de qualquer tipo de diagnóstico. Os conteúdos aqui apresentados não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, psicólogos e nutricionistas ou outros especialistas. Consulte sempre o seu médico. As imagens fotográficas das publicações, artigos, matérias ou notícias são meramente ilustrativas."

Rodrigo Paez
Rodrigo Paez

Formado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) - Escola Paulista de Medicina e especialista em Cirurgia Cardíaca, Cardiovascular, Endovascular e Marcapassos. Adepto da cirurgia cardíaca minimamente invasiva é pesquisador do estudo multicêntrico Bypass, que reune os melhores centros de cirurgia cardíaca do Brasil.

  • Compartilhe este post