Cardiologia e Cirurgia Cardiovascular

Publicações

Notícias e artigos sobre saúde, bem-estar, tratamentos cardiovasculares e medicina preventiva
O que você precisa saber sobre Cirurgia de Ponte de Safena.

O que você precisa saber sobre Cirurgia de Ponte de Safena.

A Revascularização do Miocárdio, também conhecida como Ponte de Safena, é um dos procedimentos mais realizados em todo mundo.

A ponte de safena, também conhecida por bypass cardíaco ou revascularização do miocárdio, é um tipo de cirurgia cardíaca no qual um pedaço da veia safena da perna e colocado no coração, para transportar sangue desde a aorta até ao músculo cardíaco.

 

Este tipo de cirurgia é feito quando existe uma obstrução por placas de gordura dos vasos do coração, que são as coronárias, que não melhora com outros tipos de tratamento e que, por isso, aumenta o risco de complicações graves como o infarto.

 

Para que serve a ponte de safena

 

O coração é o órgão vital que bombeia o sangue por todo o corpo, permitindo oxigenar o sangue nos pulmões e abastecer todas as células nos outros locais do corpo. Porém, para funcionar corretamente, o coração também precisa abastecer seu próprio músculo com sangue rico em oxigênio, que chega pela artéria aorta através dos vasos do músculo cardíaco, também conhecidos como artérias coronárias.

 

Quando essas artérias coronários estão obstruídas, pela presença de gordura nas paredes dos vasos, por exemplo, o sangue passa em menor quantidade para o músculo e, por isso, há uma diminuição da quantidade de oxigênio que chega até essas células musculares. Quando isso acontece, o coração perde parte da sua capacidade para bombear o sangue pelo corpo, causando sintomas como sensação de falta de ar, cansaço fácil e até desmaios.

 

Além disso, caso o sangue deixe de passar completamente, o músculo cardíaco entra em morte celular e surge um infarto, que pode colocar a vida em risco.

 

Assim, para evitar este tipo grave de complicações, o cardiologista pode aconselhar a realização de uma cirurgia de ponte de safena, que consiste em pegar um pedaço da veia safena da perna e fazer uma "ponte" entre a artéria aorta e o local logo após a obstrução da artéria coronária. Dessa forma, o sangue consegue continuar a circular pelo músculo cardíaco e o coração mantém seu funcionamento normal.

 

Como é feita a cirurgia

 

A cirurgia para ponte de safena é delicada e dura em média 5 horas. As etapas da cirurgia para ponte de safena são:

 

    • Anestesia geral com necessidade de um tubo na traqueia para facilitar a respiração;

    • Retirada de parte da veia safena, na perna;

    • É feito um corte no tórax, para ter acesso às artérias do coração;

    • O médico examina as artérias obstruídas, definindo os locais para fazer as pontes;

    • A veia safena é costurada no local necessário;

    • O tórax é fechado, com suturas especiais para aproximar o esterno;

 

No final da cirurgia, o tubo na traqueia é mantido durante as primeiras horas de recuperação.

 

A cirurgia prejudica a circulação das pernas?

 

Embora se retire uma parte da veia safena da perna, normalmente, não existe qualquer complicação para a circulação das pernas, já que o sangue poderá continuar circulando por outras veias. Além disso, após remover uma parte da veia, acontece um processo completamente natural, conhecido como revascularização, no qual novos vasos se formam para suprir as necessidades do corpo e substituir a parte removida da veia safena.

 

Embora a ponte safena seja quase sempre a primeira opção para a revascularização do coração, existem outros vasos do corpo que podem ser usados para este fim, principalmente as artérias mamárias, que são vasos localizados no tórax. Quando isso acontece, a cirurgia pode ser conhecida como "ponte mamária".

 

Como é a recuperação

 

Após a cirurgia, o paciente precisa ficar internado numa UTI durante 2 a 3 dias, para fazer avaliações constantes dos sinais vitais e despistar possíveis complicações da cirurgia. Depois de ser considerado estável, pode ser para um quarto do hospital, onde continuará tomando analgésicos para evitar as dores e possíveis desconfortos no peito. Nessa fase deverá iniciar a fisioterapia através exercícios leves, caminhadas e exercícios respiratórios.

 

A recuperação desta cirurgia é um pouco lenta e somente após cerca de 90 dias é que a pessoa poderá voltar à sua rotina diária.

 

No pós operatório, geralmente após 2 dias da cirurgia, a cicatriz já não precisa de curativos sendo apenas importante mantê-la limpa e livre de secreções. Até 4 semanas após a cirurgia, não se deve dirigir, nem carregar peso com mais de 10 kg.

 

É importante tomar as medicações recomendadas pelo cardiologista e comparecer à consulta do pós-operatório, marcada no hospital. Além disso, após a recuperação, é importante seguir com um estilo de vida saudável, com alimentação equilibrada e realização de atividades físicas regulares, para garantir um bom funcionamento do coração e evitar novas obstruções na circulação das coronárias.

 

Riscos da ponte de safena

 

Como é uma cirurgia longa e complexa, pois é necessário abrir o tórax e interferir no funcionamento do coração, a cirurgia da ponte safena tem alguns riscos, como:

 

    • Infecção;

    • Hemorragia;

    • Infarto.

 

No entanto, estas complicações são mais frequentes em pessoas que já tem uma saúde comprometida, com insuficiência renal, outras doenças cardíacas, ou quando a cirurgia é realizada de urgência.

 

Entretanto, os riscos são minimizados quando o paciente respeita todas as orientações médicas que podem incluir o controle da alimentação e o uso ou a suspensão de determinados medicamentos antes da cirurgia e, além disto, os benefícios da cirurgia costumam compensar o risco de ter um infarto e prejudicar ainda mais a saúde.

 

 

Fonte: Tua Saúde. "Para que serve e Como é feita a cirurgia de ponte de safena". Por Ana Luiza Lima. Conteúdo Editado. Autorizado sob licença CC BY-ND 3.0 BR.

"O conteúdo disponível neste website tem caráter estritamente educativo e informativo. Seus artigos, matérias e notícias visam fornecer informações que possam auxiliar no esclarecimento de dúvidas em relação às medidas preventivas para saúde, exames diagnósticos, tratamentos e a problemas diversos relacionados com a saúde. Não é finalidade deste website, representando o médico Dr. Rodrigo Pereira Paez, a análise, comentário ou emissão de qualquer tipo de diagnóstico. Os conteúdos aqui apresentados não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, psicólogos e nutricionistas ou outros especialistas. Consulte sempre o seu médico. As imagens fotográficas das publicações, artigos, matérias ou notícias são meramente ilustrativas."

Rodrigo Paez
Rodrigo Paez

Formado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) - Escola Paulista de Medicina e especialista em Cirurgia Cardíaca, Cardiovascular, Endovascular e Marcapassos. Adepto da cirurgia cardíaca minimamente invasiva é pesquisador do estudo multicêntrico Bypass, que reune os melhores centros de cirurgia cardíaca do Brasil.

  • Compartilhe este post