Cardiologia e Cirurgia Cardiovascular

Publicações

Notícias e artigos sobre saúde, bem-estar, tratamentos cardiovasculares e medicina preventiva

Coração acelerado na gravidez é normal, mas merece atenção.

Coração acelerado na gravidez é normal, mas merece atenção.

Além das emoções da espera do filho, o coração da gestante também aumenta a carga de trabalho.

O coração acelerado durante a gravidez é normal devido às mudanças fisiológicas comuns desse período com o objetivo de fornecer oxigênio e nutrientes para o bebê. Assim, é normal que o coração bata mais rápido, sendo notado aumento da frequência cardíaca no repouso, para que haja fluxo de sangue adequado para a mulher e para o bebê.

 

É importante que a mulher fique atenta ao aparecimento de alguns sintomas associados, como dificuldade para respirar, tosse com sangue ou dor no peito, pois nesses casos o coração acelerado pode ser indicativo de alterações cardíacas mais sérias, sendo importante a mulher consultar o médico para que seja feito o diagnóstico e iniciado o tratamento para promover a sua saúde e a do bebê.

 

O que pode indicar

 

O coração acelerado é normal durante a gravidez, principalmente no terceiro trimestre, em que o bebê já está mais desenvolvido e necessita de maiores quantidades de oxigênio e nutrientes. Além disso, o aumento da frequência cardíaca também pode estar relacionada com a emoção e ansiedade para o parto, por exemplo.

 

No entanto, em alguns casos, quando há aumento da frequência cardíaca e esta é acompanhado por alguns sintomas, como dificuldade para respirar, dor no peito, tosse com sangue ou palpitações que duram muito tempo, é importante investigar a causa para que possam ser tomados alguns cuidados. Assim, algumas outras causas de coração acelerado na gravidez são:

 

    • Consumo excessivo de cafeína;

    • Alterações cardíacas devido a uma gravidez anterior;

    • Problemas cardíacos, como aterosclerose ou hipertensão pulmonar;

    • Reação a alguma medicação que esteja fazendo uso;

    • Pressão alta;

    • Alterações na tireoide.

 

É importante que antes de engravidar a mulher faça um check-up médico para verificar a saúde do coração e, em caso de alterações, possa tomar cuidados durante a gestação e seguir as recomendações do médico. É importante também que a mulher esteja atenta a qualquer sinal ou sintoma associado ao aumento da frequência cardíaca, devendo ir ao médico caso sejam frequentes para que seja investigada a causa.

 

Essas alterações são mais comuns de acontecer em mulheres cuja gestação acontece após os 40 anos, são sedentárias ou fumantes, não possuem uma alimentação adequada ou que engordaram muito durante a gravidez. Essas situações podem sobrecarregar ainda mais o coração, aumentar a frequência cardíaca e resultar no infarto, por exemplo.

 

Como controlar

 

Como na maioria dos casos o coração acelerado é normal, o médico normalmente não indica nenhum tipo de tratamento, até porque a frequência cardíaca volta ao normal após o parto.

 

No entanto, em algumas situações, principalmente quando a mulher apresenta outros sinais ou sintomas ou já foi diagnosticada com alterações cardíacas, o médico pode indicar o repouso e o uso de alguns medicamentos para aliviar os sintomas e regular o ritmo cardíaco, sendo importante que sejam usados conforme a orientação médica.

 

Além disso, para evitar que o coração acelere muito ou que haja risco de desenvolvimento de outras alterações, é importante que a mulher adquira hábitos saudáveis durante a gravidez, praticando atividade físicas, evite o consumo de alimentos e bebidas com cafeína e tenha uma alimentação saudável.

 

 

Fonte: Tua Saúde. "Coração acelerado na gravidez: o que pode ser e como controlar". Autorizado sob licença CC BY-ND 3.0 BR.

"O conteúdo disponível neste website tem caráter estritamente educativo e informativo. Seus artigos, matérias e notícias visam fornecer informações que possam auxiliar no esclarecimento de dúvidas em relação às medidas preventivas para saúde, exames diagnósticos, tratamentos e a problemas diversos relacionados com a saúde. Não é finalidade deste website, representando o médico Dr. Rodrigo Pereira Paez, a análise, comentário ou emissão de qualquer tipo de diagnóstico. Os conteúdos aqui apresentados não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, psicólogos e nutricionistas ou outros especialistas. Consulte sempre o seu médico. As imagens fotográficas das publicações, artigos, matérias ou notícias são meramente ilustrativas."

Rodrigo Paez

Rodrigo Paez

Formado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) - Escola Paulista de Medicina e especialista em Cirurgia Cardíaca, Cardiovascular, Endovascular e Marcapassos. Adepto da cirurgia cardíaca minimamente invasiva é pesquisador do estudo multicêntrico Bypass, que reune os melhores centros de cirurgia cardíaca do Brasil.

  • Compartilhe este post