Cardiologia e Cirurgia Cardiovascular

Publicações

Notícias e artigos sobre saúde, bem-estar, tratamentos cardiovasculares e medicina preventiva
Aptidão física cardiovascular reduz o risco de demência.
Aptidão física cardiovascular reduz o risco de demência.

Alto nível de aptidão física cardiovascular está associado à diminuição do risco de demência.

Um estudo populacional longitudinal, publicado pelo periódico Neurology, mostrou que um alto nível de aptidão física cardiovascular em mulheres de meia-idade está associado a uma redução próxima de 90% no risco de demência na velhice. As mulheres foram acompanhadas ao longo de 44 anos.

 

Uma amostra populacional de 1.462 mulheres, de 38 a 60 anos de idade, foi examinada em 1968. Destas, um subconjunto sistemático composto por 191 mulheres completou um teste de ciclismo ergométrico máximo escalonado para avaliar a aptidão cardiovascular. Os exames subsequentes da incidência de demência foram realizados em 1974, 1980, 1992, 2000, 2005 e 2009.

 

A demência foi diagnosticada de acordo com os critérios do Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders, 3ª edição (DSM-III-R) com base em informações de exames neuropsiquiátricos, entrevistas com informantes, registros hospitalares e dados de registros até 2012. Regressões de Cox foram realizadas com ajustes para fatores socioeconômicos, estilo de vida e fatores médicos de confusão.

 

Em comparação com a aptidão física média, a taxa de risco ajustada para demência por todas as causas, durante os 44 anos de acompanhamento, foi de 0,12 (intervalo de confiança de 95% [IC] 0,03-0,54) entre aquelas com alta aptidão física e 1,41 (IC 95% 0,72- 2,79) entre aquelas com baixa aptidão.

 

Isto significa que em comparação com mulheres que estavam moderadamente em forma na meia-idade, aquelas com altos níveis de aptidão física apresentavam um risco 88% menor de desenvolver demência. Além disso, o tempo médio para o início da demência foi de 5 anos a mais para aquelas com uma alta aptidão física, e quando estas mulheres desenvolviam demência, a alta aptidão física também retardou a idade de início da doença em cerca de 11 anos, o que surpreendeu até mesmo Ingmar Skoog e Helena Hörder, autores do estudo e pesquisadores da Universidade de Gotemburgo, na Suécia.

 

Concluiu-se neste trabalho que entre as mulheres suecas de meia-idade estudadas, um alto nível de aptidão física cardiovascular foi associado à diminuição do risco de demência subsequente. A promoção de uma alta capacidade cardiovascular pode ser incluída em estratégias para a prevenção da demência. As descobertas não são causais e pesquisas futuras precisam se concentrar em saber se a melhoria da aptidão física pode ter efeitos positivos no risco de demência e quando, durante a vida, uma aptidão cardiovascular alta é mais importante para a prevenção desta condição de saúde.

 

 

Fonte: NewsMed, 2018. "Alto nível de aptidão física cardiovascular na meia-idade diminuiu em cerca de 90% o risco de demência na velhice". https://bit.ly/2BkY0OC

"O conteúdo disponível neste website tem caráter estritamente educativo e informativo. Seus artigos, matérias e notícias visam fornecer informações que possam auxiliar no esclarecimento de dúvidas em relação às medidas preventivas para saúde, exames diagnósticos, tratamentos e a problemas diversos relacionados com a saúde. Não é finalidade deste website, representando o médico Dr. Rodrigo Pereira Paez, a análise, comentário ou emissão de qualquer tipo de diagnóstico. Os conteúdos aqui apresentados não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, psicólogos e nutricionistas ou outros especialistas. Consulte sempre o seu médico. As imagens fotográficas das publicações, artigos, matérias ou notícias são meramente ilustrativas."

Rodrigo Paez
Rodrigo Paez

Formado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) - Escola Paulista de Medicina e especialista em Cirurgia Cardíaca, Cardiovascular, Endovascular e Marcapassos. Adepto da cirurgia cardíaca minimamente invasiva é pesquisador do estudo multicêntrico Bypass, que reune os melhores centros de cirurgia cardíaca do Brasil.

  • Compartilhe este post