Cardiologia e Cirurgia Cardiovascular

Publicações

Notícias e artigos sobre saúde, bem-estar, tratamentos cardiovasculares e medicina preventiva
Você conhece as complicações provocadas pela hipertensão arterial?
Você conhece as complicações provocadas pela hipertensão arterial?

A hipertensão é o mais importante fator de risco para a evolução das doenças cardíacas e vasculares.

Doenças provocadas pela hipertensão

 

Quantitativamente, a hipertensão é o mais importante fator de risco modificável para doença cardiovascular, sendo mais comum que tabagismo, dislipidemia ou diabetes.

 

A hipertensão frequentemente coexiste com esses outros fatores de risco, bem como com sobrepeso, uma dieta pouco saudável e inatividade física, o que aumenta ainda mais o risco de complicações.

 

Seguem abaixo as 10 principais doenças e complicações provocadas pela hipertensão arterial.

 

1. Lesão das artérias

 

Nossas artérias costumam ser resistentes, elásticas e lisas, de forma a permitir a livre circulação do sangue no seu interior. Essas características se perdem no paciente hipertenso, pois a elevada pressão na paredes das artérias danifica o seu interior, reduzindo a elasticidade, resistência e capacidade de regeneração, além de facilitar a formação de placas de gordura na sua parede.

 

A aterosclerose, que é a deposição de gordura nas artérias, é o mecanismo inicial de quase todas as complicações da hipertensão arterial.

 

 

2. Aneurismas

 

O enfraquecimento da parede arterial favorece o surgimento de aneurismas, que são dilatações localizadas ao longo do trajeto da artéria. Os aneurismas provocados pela hipertensão são mais comuns na artéria aorta. O seu rompimento é uma emergência médica que pode levar o paciente ao óbito em poucos minutos.

 

 

3. Angina de peito

 

O acúmulo de placas de colesterol ocorre com grande frequência nas artérias coronárias, que são os vasos sanguíneos responsáveis pela nutrição do músculo cardíaco, conhecido como miocárdio.

 

A obstrução das coronárias pela aterosclerose reduz a quantidade de sangue que chega ao miocárdio, o que se manifesta como angina, que é a dor no peito que surge quando o paciente faz algum esforço ou se estressa.

 

 

4. Infarto agudo do miocárdio

 

Se a obstrução de uma ou mais artérias coronárias for maior que 90%, a quantidade de sangue que chega ao miocárdio torna-se tão pequena que o músculo cardíaco sofre necrose, um evento chamado infarto do miocárdio.

 

 

5. Insuficiência cardíaca

 

A hipertensão arterial aumenta o esforço do coração, pois o mesmo precisa bombear o sangue contra uma pressão maior. Ao longo dos anos, esse esforço excessivo vai provocando dilatação progressiva do coração, que torna-se mais fraco e incapaz de bombear o sangue adequadamente.

 

 

6. AVC (derrame cerebral)

 

A hipertensão aumenta o risco de acidente vascular cerebral (AVC) isquêmico e hemorrágico. O primeiro ocorre pela deposição de placas de colesterol nas artérias cerebrais; o segundo por tornar os vasos mais frágeis e propícios ao rompimento.

 

 

7. Insuficiência renal crônica

 

Anos e anos de hipertensão arterial não controlada adequadamente podem provocar lesões nos vasos renais e nos glomérulos, estruturas responsáveis pela filtração do sangue.

 

A insuficiência renal crônica pode ser provocada pela hipertensão ou pode ser agravada por ela.

 

 

8. Lesão da retina

 

Com o passar do tempo, a hipertensão arterial pode causar lesão nos vasos que levam sangue para a retina, camada de tecido sensível à luz localizada na parte de trás do globo ocular.

 

A retinopatia hipertensiva causa perda da acuidade visual e, em casos mais avançados, pode provocar cegueira.

 

 

9. Demência

 

A hipertensão pode causar lesão em múltiplos pequenos vasos cerebrais, provocando pequenos e assintomáticos AVC. Com o tempo, o acúmulo de lesões nos neurônios pode provocar uma forma de demência, chamada de “demência vascular”.

 

 

10. Impotência sexual

 

A hipertensão arterial pode afetar o fluxo de sangue em qualquer parte do corpo. Sem sangue suficiente para o pênis, o paciente pode ter dificuldade de iniciar ou manter a ereção.

 

Além da lesão direta pela hipertensão, os medicamentos anti-hipertensivos também pode ter a impotência sexual como efeito adverso.

 

 

Fonte: MD.Saúde, 2019. "10 complicações provocadas pela hipertensão arterial". Autorizado sob licença CC BY-ND 3.0 BR.

Image from rawpixel.com

"O conteúdo disponível neste website tem caráter estritamente educativo e informativo. Seus artigos, matérias e notícias visam fornecer informações que possam auxiliar no esclarecimento de dúvidas em relação às medidas preventivas para saúde, exames diagnósticos, tratamentos e a problemas diversos relacionados com a saúde. Não é finalidade deste website, representando o médico Dr. Rodrigo Pereira Paez, a análise, comentário ou emissão de qualquer tipo de diagnóstico. Os conteúdos aqui apresentados não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, psicólogos e nutricionistas ou outros especialistas. Consulte sempre o seu médico. As imagens fotográficas das publicações, artigos, matérias ou notícias são meramente ilustrativas."

Rodrigo Paez
Rodrigo Paez

Formado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) - Escola Paulista de Medicina e especialista em Cirurgia Cardíaca, Cardiovascular, Endovascular e Marcapassos. Adepto da cirurgia cardíaca minimamente invasiva é pesquisador do estudo multicêntrico Bypass, que reune os melhores centros de cirurgia cardíaca do Brasil.

  • Compartilhe este post