Cardiologia e Cirurgia Cardiovascular

Publicações

Notícias e artigos sobre saúde, bem-estar, tratamentos cardiovasculares e medicina preventiva
Você conhece a doença Ateromatose da Aorta?
Você conhece a doença Ateromatose da Aorta?

A Ateromatose da Aorta atinge principalmente homens acima de 50 anos e mulheres após a menopausa.

A doença ateromatose da aorta surge quando placas de gordura se formam na artéria aorta, que é o principal vaso sanguíneo do corpo. Assim, essa doença é um tipo de arteriosclerose que impede a boa circulação do sangue e pode causar problemas como infarto e AVC.

 

A ateromatose da aorta atinge principalmente homens com mais de 50 anos e mulheres após a menopausa, e o seu tratamento é feito de acordo com a gravidade do problema, podendo ser necessário fazer cirurgia.

 

Sintomas de Aorta Ateromatosa

 

Os sintomas da ateromatose da aorta surgem apenas quando o vaso sanguíneo está bastante obstruído e variam de acordo com a região da aorta que foi afetada.

 

Quando isso acontece, podem surgir sintomas como dor ao caminhar, disfunção erétil, diminuição da força muscular e da quantidade de pelos na perna.

 

Diagnóstico

 

O diagnóstico da ateromatose da aorta é feito através da história clínica do paciente, da avaliação da presença de doenças como colesterol alto e hipertensão, e de exames como eletrocardiograma, ultrassonografia, exame Doppler, arteriografia e exame de sangue.

 

Tratamento para Doença Ateromatose Aórtica

 

O tratamento dessa doença é feito através de alterações na alimentação, prática de atividade física e uso de medicamentos que ajudam no controle do colesterol, da pressão e do diabetes. Em casos de excesso de peso, é recomendada a perda de peso para diminuir o risco de complicações como infarto e trombose.

 

Além disso, nos casos mais graves pode ser necessária a realização de cirurgia para retirar as placas de gordura da artéria ou fazer a ponte de safena, que melhora a circulação sanguínea na região afetada.

 

Quem pode ter

 

Os fatores de risco que favorecem o desenvolvimento da ateromatose da aorta são os mesmos ligados à arteriosclerose, como:

 

    • Histórico na família de arteriosclerose;

    • Pressão alta;

    • Colesterol e triglicerídeos altos;

    • Diabetes;

    • Falta de atividade física;

    • Idade maior que 50 anos.

 

É importante lembrar que normalmente essa doença começa a se desenvolver em adultos jovens e vai piorando ao longo do tempo. Além disso, ela também pode surgir em crianças com histórico familiar de colesterol alto e com excesso de peso.

 

 

Fonte: Tua Saúde, 2019. "O que é e como tratar a Aorta Ateromatosa". Autorizado sob licença CC BY-ND 3.0 BR.

"O conteúdo disponível neste website tem caráter estritamente educativo e informativo. Seus artigos, matérias e notícias visam fornecer informações que possam auxiliar no esclarecimento de dúvidas em relação às medidas preventivas para saúde, exames diagnósticos, tratamentos e a problemas diversos relacionados com a saúde. Não é finalidade deste website, representando o médico Dr. Rodrigo Pereira Paez, a análise, comentário ou emissão de qualquer tipo de diagnóstico. Os conteúdos aqui apresentados não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, psicólogos e nutricionistas ou outros especialistas. Consulte sempre o seu médico. As imagens fotográficas das publicações, artigos, matérias ou notícias são meramente ilustrativas."

Rodrigo Paez
Rodrigo Paez

Formado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) - Escola Paulista de Medicina e especialista em Cirurgia Cardíaca, Cardiovascular, Endovascular e Marcapassos. Adepto da cirurgia cardíaca minimamente invasiva é pesquisador do estudo multicêntrico Bypass, que reune os melhores centros de cirurgia cardíaca do Brasil.

  • Compartilhe este post