Cardiologia e Cirurgia Cardiovascular

Publicações

Notícias e artigos sobre saúde, bem-estar, tratamentos cardiovasculares e medicina preventiva
Tabagismo antecipa menopausa e aumenta risco cardiovascular.
Tabagismo antecipa menopausa e aumenta risco cardiovascular.

Quais são os riscos para a saúde da mulher?

Mulher e cigarro não combinam. Pesquisas demonstram que a mulher que fuma antecipa a menopausa em até cinco anos e, com isso, aumenta o seu risco cardiovascular, a velocidade de envelhecimento da pele e de descalcificação dos ossos.

 

A menopausa causa a redução dos níveis hormonais e isso está relacionado com o aumento do risco cardiovascular. Nas mulheres, o tabaco avança a menopausa. As mulheres que fumam acabam perdendo essa proteção natural; ao antecipar a menopausa, as mulheres, então, antecipam o risco cardiovascular.

 

O tabagismo interfere na quantidade de estrógeno por conta da nicotina e do monóxido de carbono presentes no cigarro. A melhor maneira de evitar esse quadro é parando de fumar. A questão é justamente em como fazer o paciente parar. É aí que entra a importância do tratamento.

 

O estado emocional é o determinante que faz com que a pessoa, mesmo sabendo que ela tem que parar de fumar, não consiga, nem tenha energia. A dependência ao cigarro envolve dois circuitos cerebrais: um químico, em que a medicação ajuda a obter resultados, e um comportamental, que é a orientação e o acompanhamento.

 

O cigarro é um grande enganador, pois o usuário demora para perceber alguma limitação causada por ele. Apenas 50% dos fumantes conseguem parar de fumar, mesmo após descobrirem alguma doença relacionada ao cigarro.

 

Existem serviços públicos de ajuda espalhados pelo Brasil inteiro para aqueles que desejam parar de fumar. O Hospital das Clínicas oferece assistência para certos tipos de dependentes, de acordo com os atendimentos específicos.

 

 

Fonte: Jornal da USP. "Tabagismo antecipa menopausa e aumenta risco cardiovascular".

"O conteúdo disponível neste website tem caráter estritamente educativo e informativo. Seus artigos, matérias e notícias visam fornecer informações que possam auxiliar no esclarecimento de dúvidas em relação às medidas preventivas para saúde, exames diagnósticos, tratamentos e a problemas diversos relacionados com a saúde. Não é finalidade deste website, representando o médico Dr. Rodrigo Pereira Paez, a análise, comentário ou emissão de qualquer tipo de diagnóstico. Os conteúdos aqui apresentados não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, psicólogos e nutricionistas ou outros especialistas. Consulte sempre o seu médico. As imagens fotográficas das publicações, artigos, matérias ou notícias são meramente ilustrativas."

Rodrigo Paez
Rodrigo Paez

Formado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) - Escola Paulista de Medicina e especialista em Cirurgia Cardíaca, Cardiovascular, Endovascular e Marcapassos. Adepto da cirurgia cardíaca minimamente invasiva é pesquisador do estudo multicêntrico Bypass, que reune os melhores centros de cirurgia cardíaca do Brasil.

  • Compartilhe este post