Cardiologia e Cirurgia Cardiovascular

Publicações

Notícias e artigos sobre saúde, bem-estar, tratamentos cardiovasculares e medicina preventiva
Quais são os sintomas e como diagnosticar um aneurisma da aorta?
Quais são os sintomas e como diagnosticar um aneurisma da aorta?

Por normalmente não apresentarem sintomas, quando detectado, o aneurisma deve ser tratado e acompanhado por um médico.

Os aneurismas da aorta são detectados por exames como raio X, ultrassonografia e ressonância magnética. Aneurismas da aorta são dilatações que ocorrem nesse vaso sanguíneo e uma importante causa é a aterosclerose. Normalmente as pessoas que têm aneurismas não sentem sintomas e só descobrem que estão doentes ao fazer um exame. O tratamento é feito com acompanhamento do cardiologista e nos casos mais graves, com cirurgia, pois há risco de o aneurisma se romper e provocar hemorragias, podendo levar à morte.

 

Sintomas da presença do aneurisma

 

A maioria dos aneurismas não apresenta sintomas e o paciente só sabe que tem um aneurisma quando vai ao médico ou faz um exame como o raio X ou a ultrassonografia. Os sintomas dependem da localização do aneurisma, podendo ser:

 

    • Zumbido no ouvido;

    • Dor de cabeça;

    • Tonturas ou vertigens;

    • Sonolência;

    • Lábios, orelhas e unhas com cor azulada;

    • Tosse seca e que não melhora mesmo com o uso de remédios. Em alguns casos pode ocorrer tosse com eliminação de catarro com sangue;

    • Cansaço e falta de ar;

    • Vômitos;

    • Dificuldade para engolir alimentos.

 

O aparecimento de sintomas muitas vezes significa que o aneurisma já está mais avançado, colocando em risco a vida do paciente. Por isso, em caso de suspeita, deve-se ir imediatamente ao pronto socorro.

 

Diagnóstico de aneurisma na aorta

 

Os aneurismas da aorta normalmente são difíceis de detectar e por isso são necessários exames específicos para se fazer o diagnóstico, como raio X, ultrassonografia, tomografia computadorizada, aortografia e ressonância magnética. Mesmo assim pode acontecer de os aneurismas só serem reconhecidos quando já apresentam complicações, como a ruptura.

 

Aneurismas são dilatações da parede da aorta que deixam essa artéria mais fraca. Como a aorta é um vaso sanguíneo que sai do coração e percorre todo o corpo, os aneurismas são classificados de acordo com a sua localização, por exemplo:

 

    • Aneurismas da aorta torácica: localizam-se na parte da aorta que está no tórax;

    • Aneurismas da aorta abdominal: localizam-se na parte da aorta que está no abdômen.

 

Causas e consequências dos aneurismas

 

Os aneurismas podem ser causados por:

 

    • Aterosclerose, que são as placas de gordura que entopem os vasos sanguíneos;

    • Sífilis em estágios avançados;

    • Traumatismos, como acidentes de carro ou quedas em que ocorram grandes choques no tórax ou no abdômen;

    • Doenças congênitas, como a Síndrome de Marítima e a Síndrome de Ehlers-Danlos.

 

A principal e mais grave consequência dos aneurismas é a ruptura, provocando grande perda de sangue e elevado risco de morte. Ter a pressão alta descontrolada é um fator que piora o aneurisma e aumenta o risco de ruptura, e por isso quem tem a pressão alta deve tomar os remédios receitados pelo médico e a dieta indicada pelo nutricionista.

 

Como tratar o aneurisma da aorta

 

O tratamento do aneurisma da aorta depende da gravidade do caso. Muitas vezes o tratamento inicia com o controle de doenças associadas como a hipertensão arterial e o diabetes, mas em casos mais graves, quando o aneurisma é grande ou se rompe, é necessário fazer cirurgia.

 

 

Fonte: Tua saúde. "Como saber se posso ter um aneurisma da aorta". Autorizado sob licença CC BY-ND 3.0 BR.

"O conteúdo disponível neste website tem caráter estritamente educativo e informativo. Seus artigos, matérias e notícias visam fornecer informações que possam auxiliar no esclarecimento de dúvidas em relação às medidas preventivas para saúde, exames diagnósticos, tratamentos e a problemas diversos relacionados com a saúde. Não é finalidade deste website, representando o médico Dr. Rodrigo Pereira Paez, a análise, comentário ou emissão de qualquer tipo de diagnóstico. Os conteúdos aqui apresentados não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, psicólogos e nutricionistas ou outros especialistas. Consulte sempre o seu médico. As imagens fotográficas das publicações, artigos, matérias ou notícias são meramente ilustrativas."

Rodrigo Paez
Rodrigo Paez

Formado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) - Escola Paulista de Medicina e especialista em Cirurgia Cardíaca, Cardiovascular, Endovascular e Marcapassos. Adepto da cirurgia cardíaca minimamente invasiva é pesquisador do estudo multicêntrico Bypass, que reune os melhores centros de cirurgia cardíaca do Brasil.

  • Compartilhe este post