Cardiologia e Cirurgia Cardiovascular

Publicações

Notícias e artigos sobre saúde, bem-estar, tratamentos cardiovasculares e medicina preventiva
O que são doenças cardiovasculares, quais as mais comuns e os fatores de risco?
O que são doenças cardiovasculares, quais as mais comuns e os fatores de risco?

Os problemas que afetam o coração e os vasos sanguíneos provocam graves complicações à saúde das pessoas.

As doenças cardiovasculares são um conjunto de problemas que atingem o coração e os vasos sanguíneos, provocando doenças e graves complicações à saúde da pessoa, como infarto, insuficiência cardíaca, arritmias, AVC ou outros tipos de alterações na circulação de sangue.

 

Estas doenças afetam, geralmente, mais homens do que mulheres, em idades acima dos 50 anos. O risco de desenvolver as doenças cardiovasculares é muito maior em pessoas com colesterol alto, diabetes, pressão alta e com hábitos de vida pouco saudáveis, como sedentarismo, obesidade ou com níveis elevados de estresse, por isso, na maioria das vezes, é possível prevenir estas doenças.

 

É importante que essas doenças sejam prevenidas pois, além de provocarem diversos sintomas desconfortáveis, como falta de ar, dor no peito e inchaço no corpo, elas são a principal causa de morte em todo o mundo.

 

Nomes das doenças cardiovasculares mais comuns

 

Pode-se considerar 2 tipos de doenças cardiovasculares: aquelas que apresentam sintomas, como angina ou arritmias cardíacas e aquelas como aterosclerose ou hipertensão, que em geral não apresentam sintomas. Estes, por serem silenciosos, são motivos para que se procure o cardiologista regularmente, para fazer check-ups de rotina, principalmente para quem já tem histórico familiar de doenças no coração.

 

A doenças do coração mais comuns são:

 

    • Hipertensão;

    • Infarto agudo do miocárdio;

    • Angina do peito;

    • Doenças nas válvulas cardíacas;

    • Doenças cardíacas congênitas;

    • Endocardite;

    • Arritmias cardíacas;

    • Miocardite;

    • Tumores no coração.

 

As doenças cardiovasculares são mais comuns em pessoas acima de 50 anos e em idosos, podendo ser resultado de hábitos pouco saudáveis ao longo da vida, como má alimentação, tabagismo, sedentarismo ou estresse excessivo.

 

Principais sintomas

 

Os sintomas das doenças cardiovasculares são variáveis, e estão normalmente associados ao tipo de doença que a pessoa tem e os órgãos mais afetados, podendo variar desde estágios silenciosos até aqueles em que a pessoa já tem graves limitações, como dificuldade em respirar, dor no peito, desmaio, alterações no ritmo cardíaco ou inchaço nas pernas.

 

Normalmente, os sintomas só começam a aparecer em fases em que a doença já está instalada, dificultando a sua prevenção, sendo muito importante realizar exames médicos complementares que permitam fazer o diagnóstico correto e iniciar o tratamento o mais breve possível, tanto para aliviar os sintomas como para evitar a piora do quadro.

 

Fatores de risco das doenças cardiovasculares

 

As causas das doenças cardiovasculares são as mais diversas, mas podem estar relacionadas com o estilo de vida do indivíduo e a sua alimentação. Por isso os principais fatores de risco são:

 

    • Idade: indivíduos com mais de 50 anos têm maior risco de ter doença cardiovascular;

    • Sexo: os homens normalmente são mais acometidos por problemas cardiovasculares;

    • História familiar de doenças cardiovasculares;

    • Cigarro;

    • Colesterol alto;

    • Hipertensão;

    • Obesidade;

    • Vida sedentária;

    • Diabetes;

    • Anticoncepcionais orais;

    • Maus hábitos alimentares;

    • Estresse.

 

Todos esses fatores de risco facilitam a formação de lesões e o acúmulo de placas de gordura nos vasos sanguíneos, chamada de aterosclerose, além de outras alterações na circulação sanguínea, responsáveis pelas doenças cardiovasculares.

 

Como tratar

 

O tratamento das doenças cardiovasculares deve ser indicado pelo cardiologista, e tem como objetivo principal prevenir o agravamento do problema. Assim, além de mudanças nos hábitos de vida, para torná-los mais saudáveis, podem ser indicados medicamentos para controlar os sintomas, a pressão arterial, os batimentos cardíacos ou os níveis de açúcar e colesterol no sangue, reduzindo o risco de lesões no organismo.

 

Alguns exemplos de medicamentos mais utilizados incluem:

 

    • Anti-hipertensivos;

    • Diuréticos;

    • Agentes beta-bloqueadores;

    • Anticoagulantes;

    • Estatinas.

 

É parte fundamental do tratamento realizar uma alimentação pobre em gordura e açúcar, consumindo mais legumes, verduras e frutas ao longo do dia, restringindo também os alimentos ricos em carboidratos.

 

Como evitar

 

A prevenção das doenças cardiovasculares é o melhor modo de evitar o aparecimento destas doenças. Algumas dicas para prevenir as doenças cardiovasculares podem ser:

 

    • Deixar de fumar;

    • Controle da pressão arterial, dos níveis de açúcar e da gordura no sangue, com o uso de remédios e seguimento das orientações do médico;

    • Alimentação saudável, evitando gorduras e comendo mais verduras, frutas e cereais;

    • Prática de exercício físico regularmente, pelo menos 30-60 minutos, 3-5 vezes por semana;

    • Evitar consumo de bebidas alcoólicas.

 

Além disso, para as pessoas que estão acima do peso, é recomendado emagrecer, pois é comprovado que o acúmulo de gordura é muito prejudicial para a saúde cardiovascular.

 

 

Fonte: Tua Saúde, 2019. "O que são Doenças Cardiovasculares" Por Ana Luiza Lima. Conteúdo Editado. Autorizado sob licença CC BY-ND 3.0 BR.

"O conteúdo disponível neste website tem caráter estritamente educativo e informativo. Seus artigos, matérias e notícias visam fornecer informações que possam auxiliar no esclarecimento de dúvidas em relação às medidas preventivas para saúde, exames diagnósticos, tratamentos e a problemas diversos relacionados com a saúde. Não é finalidade deste website, representando o médico Dr. Rodrigo Pereira Paez, a análise, comentário ou emissão de qualquer tipo de diagnóstico. Os conteúdos aqui apresentados não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, psicólogos e nutricionistas ou outros especialistas. Consulte sempre o seu médico. As imagens fotográficas das publicações, artigos, matérias ou notícias são meramente ilustrativas."

Rodrigo Paez
Rodrigo Paez

Formado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) - Escola Paulista de Medicina e especialista em Cirurgia Cardíaca, Cardiovascular, Endovascular e Marcapassos. Adepto da cirurgia cardíaca minimamente invasiva é pesquisador do estudo multicêntrico Bypass, que reune os melhores centros de cirurgia cardíaca do Brasil.

  • Compartilhe este post